quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Notívaga

Re-compõe
a cena

quase lua cheia
vermelha carmesina

tua boca,
sede
da minha

2 comentários:

edson marques disse...

Curtos na forma, longos no sentido.


É assim que vejo teus poemas.


E me encanto com eles.


Abraços, flores, estrelas..

edson marques disse...

Por causa da tua sugestão, eliminei o último verso do poema publicado em 19/12.


Abraços, flores, estrelas..